sexta-feira, 19 de março de 2010

"Olhar com outros olhos"

Essa é uma das expressões mais "absurdas" literalmente falando...
Com que olhos além dos meus poderei olhar?
Hahahahaha...
A verdade é que cada um tem os olhos 'criados' para olhar o mundo de certa forma.
É como uma nuvem... Cada um vê uma forma. De acordo com o que mais te interessa, com o que você vive, convive e conhece...
É fácil um músico, ver instrumentos musicais nas nuvens, crianças verem formas de animais...
Tudo o que você vê, é fruto da sua criação.
O que você vê?






É como a guerra... Cada lado vê apenas o seu lado...
Se olhassemos com os olhos dos outros, não haveria tanta guerra.
Um exemplo é o livro de John Boyne, que virou filme em 2008. "O Menino do Pijama Listrado".
Que conta a história de Bruno, uma criança com 9 anos que não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Mesmo com sua família envolvida e seu pai uma figura importante no 'massacre'... Ele não sabia que seu país estava em guerra com boa parte da Europa, e porque ele se mudou da cidade para um local isolado. E neste lugar, onde nada havia para fazer, da janela de seu quarto, ele avistava uma fazenda, onde havia centenas de pessoas usando pijamas.
Pijamas listrados...
Até um dos empregados usava pijamas por baixo das roupas... Mas porque?

Bruno procurando o que fazer, curioso vai até a cerca, da 'fazenda', e conhece Shmuel. Que do outro lado da cerca, usa o pijama listrado, e não sabe também porque e o que esta acontecendo... porque as pessoas somem onde ele esta, e onde seu pai foi?

O que é o horror de uma guerra aos olhos de uma criança? Nesta história, o cenário nazista, não é morte, tiros, invasão de casas e a tela cinza e vermelha da guerra... a história é contada com inocência, amizade em tempos de guerra.
Duas crianças que não entendem os acontecimentos ao redor deles, não compreendem o motivo das grades, porque as pessoas usam pijamas até o meio dia, porque os soldados sentem tanto ódio...
Com um final emocionante, que faz refletir mais uma vez sobre a insensatez que as ações de um regime pode causar.



Agora aproveitando o assunto NAZI! O filme "Bastardos Inglórios" (Inglorious Bastards - 2009) merece atenção; com a direção do inagualável Quentin Tarantino, o filme fala do primeiro ano da ocupação da França pela Alemanha.
E sobre um tenene: Aldo Raine (Pitt) que organiza um grupo de soldados americanos judeus para praticarem atos violentos de vingança. Posteriormente chamados pelo inimigo de "os Bastardos".
Quentin Tarantino combina histórias de opressão, infames, verídicas e heróicas da Segunda Guerra Mundial. E não é um tarantino 'clássico', com sangue em excesso! Hahahaha, a "viôlência tarantinesca" com certeza ainda esta lá! Com toda a ironia e o humor negro, que eu particularmente adoro. (Uns amam, outros odeiam, isso não se discute). Mas é genial como o Quentin, mesmo inconsequente, pode transformar uma cena normal, em sangue, em jogo! E tirar do público aquele sorriso de torto de House, Dexter... hahahahahaha!



Ahhh! Não posso esquecer de citar é claro Christoph Waltz!
Ganhador do OSCAR. De melhor ator coajduvante pelo papel do coronel nazista Hans Landa! FENOMENAL a atuação de Waltz! Merecido Oscar, como nunca!

3 comentários:

Michel Roberto disse...

vejo um cachorro, um avestruz e um jacaré! ;D

Anônimo disse...

1ª - Homem Areia (inimigo do Homem-Aranha);
2ª - Algodão Doce;
3ª - Crocodilo;

Acho que é isso.

Kika disse...

Olá, obrigada pela visita!
Muito legal seu blog!
Então, como eu disse no meu último post, ainda tem coisa do brechó sim. Vai lá nas categorias e clica em Brechó, que ja aparece direto! Tudo que deixei lá é que ainda está disponível. Tem várias bijoux tb, mas postei poucas.

Qualquer coisa, caso se interesse por algo, pode mandar um email, tá lá do lado tb!

boa páscoa pra vc!

bjs